Vive La France !

Depois da nossa aventura pela América, começamos a Europa pela França, mais precisamente por Paris – ‘A cidade luz’. Alugamos um apartamento em Montmartre (Basílica de Sacré Coer) de um casal que está juntando dinheiro para conhecer a América Latina ;o). Legal né ?

Chegamos no sábado por volta das 9h, mas considerando a diferença de fuso pra nós eram 03h da madrugada. Por isso, passamos o primeiro dia em casa; dormindo, acordando, lendo, vendo filmes, comendo…para que o corpo se acostumasse ao novo ritmo.

Aliás, comida foi uma de nossas grandes alegrias quando chegamos a Paris. Amamos, vinho, queijos, chocolates, iogurtes.. e pra quem veio de Cuba, o supermercado foi um verdadeiro parque de diversões.

No dia seguinte (domingo), fomos visitar os amigos Marie, Bernard e Alexis que estudou com a Sofia em Curitiba nos 3 anos em que a família morou no Brasil. Foi também o dia do 2o turno das eleições para presidente e pudemos acompanhar com eles a apuração e a comemoração do resultado da eleição de Emmanuel Macron. Foi muito gostoso este encontro,  principalmente perceber como as crianças curtiram como estivessem se visto na semana anterior. A amizade é um sentimento que ultrapassa o tempo e as fronteiras. Esperamos sinceramente acompanhar o crescimento do Alexis no Brasil, na França ou em qualquer lugar.

DSC_0617

Sofia, Caio e Alexis

Segunda feira – Disney Paris ! Apesar do frio, foi super divertido. Nenhum de nós nunca tinha ido a Disney e por isso acho que a curtição foi maior.

Nos demais dias da semana, seguimos o roteiro básico de Paris revistando vários locais e apresentando-os as crianças, principalmente a Sofia que havia criado uma grande expectativa da cidade.

Paris tem um excelente sistema de metro, mas a cidade parece ter sido feita para se andar a pé, e nessas idas e vindas pelas suas charmosas ruas nos deparamos com a galeria e livraria de fotografias La Hune, um lugar incrível para os amantes da arte fotográfica, vale a visita.

Saindo de Paris seguimos para Giverny, uma cidade bem pequena e simpática onde fica a casa e o Instituto Claude Monet, eu principalmente, curti muito ver o jardim que inspirou diversos de seus quadros, também vale a visita.

De lá, seguimos para Reims na região de Champagne. Como chegamos também no sábado e como ficamos hospedados bem no centro da cidade, caímos direto numa festa medieval que acontecia no perímetro da Catedral de Notre Dame. Isso mesmo, Reims também tem uma em estilo gótico como a de Paris.

A festa foi demais, apresentações de teatro, música, artesanato, comida, bebida e exposição de roupas e costumes da época. Conseguimos arrastar as crianças pra casa quase de madrugada.

DSC_1413

Eu no campo de Marselha

Na manhã seguinte, fomos percorrer o caminho do Champagne. Era domingo e ‘tudo’ estava fechado….bem, depois de quase 1h andando de carro pelo campo e pelos vilarejos do caminho, passamos por uma casa onde vi pendurada uma placa escrito ‘open’. Paramos, saltei do carro e toquei a campainha. Um senhor colocou a cabeça pela janela e pediu para esperarmos. Estacionamos, as crianças correram para o parquinho que havia no jardim e David Manceaux nos recebeu sorridente perguntando se gostaríamos de conhecer a sua cave. Sim, respondemos. Logo, ele foi explicando que seu inglês era ruim, mas que daria para nos comunicarmos. De fato, um ajudando o outro nós 3 nos entendemos muito bem. Ele nos explicou todo o processo de fabricação de seu Champagne, apoiado por garrafas, rótulos e fotos nas paredes.

A empresa que agora ele coordena, foi iniciada por seu avô, repassada à seu pai e herdada por ele que produz seu Champagne com muito orgulho, seguindo a tradição familiar e da região. Agregou a empresa o nome da família de sua esposa que trabalha com ele na parte administrativa. Passada e explicação e visita a cave, fomos degustar a bebida. David nos serviu uma taça como de costume, brindou e bebeu conosco, sentamos e continuamos a conversar, 2a taça, 3a taça e bebemos toda a garrafa. E conversamos nesta altura já com ajuda do Google e nos emocionamos, ele com a nossa história e nós com a simpatia e simplicidade dele. Falamos de política, economia, do mundo e das pessoas… Enfim, foi a melhor visita que poderíamos fazer. Claro que saímos de lá com mais 3 garrafas que bebemos nos dias seguintes….

Fica a dica, se forem a Reims na região de Champagne, não deixem de visitar a Cave Manceaux-Talbot onde além de degustar um delicioso e certificado Champagne, poderá comprar algumas garrafas a um valor bastante justo e o melhor, conhecer um senhor muito simpático e sorridente.

No dia seguinte na saída da cidade em direção a Luxemburgo, ainda pudemos conhecer a lindíssima Cave Pommery.  Onde vimos o mesmo processo de fabricação, feito por uma empresa igualmente tradicional, mais muito grande, junto a 2 simpáticos casais curitibanos. ;o)

Agora vamos em frente que ainda tem muita Europa pelo caminho….

 

4 Respostas para “Vive La France !

  1. Gente, sensacional!
    Que felicidade eu sinto por vocês, merecedores desta jornada tão bela!
    Sigam daí, que nós seguidos acompanhando daqui. Grande beijo!

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s